A ingratidão nos afasta de Deus e trava a nossa evolução espiritual

Muitas vezes não percebemos o poder de Deus agindo em nossas vidas e quantas graças derramadas, quantos livramentos já recebemos. Com as mentes cada vez mais agitadas e cheias de tarefas, as pessoas não param para pensar em Deus e não entram em oração. Essa correria nos enfraquece, nos tira a paz e prejudica a vida espiritual.

O aborto não traz a liberdade que prometem

Grupos e organizações defendem o aborto em nome da liberdade, da autonomia e do poder de escolha da mulher. Na prática, o que uma mulher que pensa em abortar precisa é de apoio emocional, espiritual e material, e não julgamentos.

A pessoa que não quer mudar para melhor, começa a regredir

Muitos santos da Igreja Católica já constataram algo que nós também podemos perceber acontecendo na vida de muita gente: quem não evolui, começa a regredir. Se seu coração se fecha e você não quer mais buscar ser uma pessoa melhor, automaticamente você passa a ser uma pessoa pior a cada dia, cada vez mais fechada em si mesma.

Quem cobra demais dos outros sabe que está devendo alguma coisa

Vivemos em um mundo muito hostil, repleto de cobranças e de metas para cada fase da vida. Padrões de beleza elevados, padrões de sucesso financeiro inalcançáveis, caminhos que você deveria traçar, e muitas outras realidades sufocantes. Contribui para a ansiedade a convivência com pessoas que cobram demais e querem exigir que todos mudem. O artigo de hoje vai falar sobre esse assunto muito atual.

Quem muito peca, é porque muito se coloca em perigo de pecar, e sofre de cegueira espiritual

Quando você insiste em se colocar em perigo de pecar, corre muitos riscos e acaba caindo numa cegueira espiritual. Isso é muito sério, pois quanto mais se aproxima do pecado, mais você vai ficando cedo e menos consegue enxergar as verdades de Deus. As luzes, as promessas, as consolações, o amor de Deus, isso tudo é esquecido quando vamos ficando cegos pelo pecado.

Um verdadeiro namoro católico aponta para o casamento

O homem precisa tomar a iniciativa em um relacionamento e deve fornecer amparo e segurança à mulher, que deve ser uma auxiliar daquele que por dela dá a própria vida, se necessário for. Homens de coragem e mulheres submissas formam casais que seguem a vontade de Deus, mas atualmente o que temos visto está muito longe disso.