tomar a iniciativa
Agregando Valores

Quem deve tomar a iniciativa no relacionamento? Vamos refletir com Sandro Arquejada

O equilíbrio em um relacionamento passa pelas iniciativas que o casal deve tomar em algumas situações. Mas quem deve tomar a iniciativa no relacionamento e agir primeiro? O homem ou a mulher? No artigo de hoje veremos a análise de Sandro Arquejada, da Comunidade Canção Nova sobre este tema.

Quem deve tomar a iniciativa no relacionamento?

Antes de tudo é importante entender que a maioria das mulheres fica confortável com a atitude da iniciativa masculina. Por exemplo,
quando o companheiro antecipa-se às necessidades dela, quando é atento e prestativo e, além disso, coloca-se à frente dela nas ocasiões em que ela precisa ser defendida, e, ainda, se preciso for, seja atingido no lugar dela. Qualquer mulher se sentiria valorizada e amada ao lado de um homem assim, não?

Isso não significa que elas não possam ter iniciativa, muito pelo contrário, não faz mal nenhum a mulher agir primeiro quando achar que tem de fazê-lo. Haverá questões em que a iniciativa e a palavra final deverão ser dela, mas se a mulher precisa tomar a frente de tudo, com certeza se sentirá sobrecarregada. Já, para o homem, isso não fará bem, porque a atitude faz parte da natureza dele.

Vejamos como essa característica está inscrita neles: desde pequenos, vem à tona nas brincadeiras masculinas de competição, força, desafios de coragem. Enquanto que, as meninas, sempre inserem um contexto de cuidado e carinho em suas brincadeiras. Portanto, para o homem ter a iniciativa fará bem, pois é sua maneira de expressar amor. Ele se sentirá bom o suficiente para ela naquela situação e, isso, aos poucos, vai autenticando seu ser. Não porque o homem tenha necessidade de se autoafirmar sobressaindo à mulher, e sim porque todos nós, seres humanos, precisamos amar. E, o nosso amor, tem de ser demonstrado também em gestos exteriores e efetivos. E o ser masculino, que é mais objetivo do que subjetivo, tem nessa maneira seu primeiro impulso de manifestar amor.

Buscando entender a natureza do outro, o casal consegue encontrar harmonia para uma vida cheia de Deus e de amor.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *