Benedictine College protegido por Maria
Agregando Valores

Conheça o fundador de uma faculdade que foi protegido por um milagre de Maria

Maria é nossa mãe e intercessora, o caminho que leva sempre para Jesus, seu filho amado. Ela nos protege e não podemos duvidar de sua força. A bela história que você conhecerá hoje é apenas mais uma no meio de tantas outras. Renove sua fé na Mãe e em Deus com o relato que lerá a seguir.

O texto é de Tom Hoopes para o portal católico Aleteia.

A ação de Maria

Eu trabalho em uma faculdade que foi construída sobre milagres.

Em breve, os formandos do Benedictine College farão sua colação de grau em frente à estátua de Nossa Senhora de Lourdes.

Eles estarão, portanto, homenageando o ser humano mais importante nos 160 anos de história desta faculdade do Kansas: A Virgem Maria.

Tudo começou com uma tempestade.

O padre pioneiro Henry Lemke escreveu em suas memórias sobre um incidente em 1856, em que ele se perdeu em uma tempestade perto do rio Missouri, onde o campus está localizado hoje. Luterano convertido ao catolicismo, ele sempre permanecera morno em relação a Maria. Mas não nesse dia.

“Pedi a ela que me mostrasse um sinal de que ela realmente era a ‘protetora dos cristãos’”, escreveu o sacerdote.

Assim que fez sua oração, uma luz apareceu no horizonte. Ele correu em direção a ela e descobriu que era uma lanterna pendurada na janela de uma casa de campo, onde encontrou abrigo da tempestade.

A mãe e a filha que moravam lá disseram-lhe que uma “dama vestida de branco” aparecera para a criança durante a noite. Ela despertou a mãe, que pendurou a lanterna.

“A Mãe de Deus operou um milagre”, contou o padre. “Por essa razão, prometi amá-la e honrá-la até que eu desse meu último suspiro.”

Dois anos depois, foi fundado o Benedictine College – o mesmo ano em que a “senhora vestida de branco” apareceu para outra garotinha, St. Bernadette Soubirous, em uma pequena cidade, Lourdes, na França. Os iniciadores do colégio construíram uma gruta no centro do campus para marcar a ligação com Lourdes e misturaram água de Lourdes à fundação. Eles também colocaram pedras de Lourdes em algumas paredes.

A promessa que o padre fez durante a tempestade provou ser profética. A faculdade honra a Santíssima Virgem até hoje.

Benedictine College protegido por Maria

Benedictine College | Facebook | Fair Use

Quando criança, o atual presidente da faculdade, Stephen D. Minnis, aprendeu a oração do Memorare de uma irmã beneditina. Ele nunca esqueceu disso. Mais tarde, ficou sabendo que Madre Teresa também era fã dessa oração.

“A Madre precisava de US$ 85 mil para comprar um imóvel”, conta Minnis. “Então ela fez com que suas irmãs rezassem 85.000 Memorares. Quando terminaram, um homem veio da rua e entregou um cheque de 85 mil dólares.”

Em 2006, Minnis fez o mesmo com sua primeira campanha de oração, a “Memorare Army” (Exército Memorare). Ele recrutou 26 pessoas para rezar 1.200 Memorares por novos alunos. No outono, 1.229 alunos se matricularam.

Os “Memorare Army” subsequentes tiveram resultados semelhantes, e a comunidade continuou rezando seja por fundos, edificações, estudantes – e proteção contra as tempestades.

O arcebispo, o Memorare e duas tempestades

Em 2010, o arcebispo de Kansas City, Joseph Naumann, escreveu sobre o dia da dedicação da gruta do Benedictine College. Uma tempestade estava prevista para o momento da cerimônia.

“Liguei para o diretor Minnis pouco depois das 15 horas, no dia 8 de setembro, encorajando-o a convocar o “Memorare Army” rezando pelo bom tempo para a dedicação da gruta”, escreveu o arcebispo.

Não parecia promissor. O arcebispo atravessou a tempestade – até atingir os limites da cidade de Atchison. “Para minha surpresa”, disse ele, “o tempo estava perfeito para a bênção da gruta”.

Ele disse que um controlador de tráfego do aeroporto relatou mais tarde o que viu: “O controlador expressou sua surpresa com o sistema de tempestades que atravessou Kansas em um ritmo constante, parando inexplicavelmente às 16h, nos arredores de Atchison, por aproximadamente 5 horas.”

“Nossa Senhora leva nossas orações a sério”, afirma Minnis.

O “Memorare Army” é apenas parte da história dos milagres de Maria no Benedictine College. Minnis relaciona muitos casos de intercessão mariana na faculdade, grandes e pequenos.

“Maria sempre leva até seu Filho, e não queremos mais nada para nossos alunos do que prosperar em sua fé em Jesus Cristo”, diz Minnis.

Neste outono, a faculdade renovou sua consagração à Santíssima Virgem Maria.

Para comemorar a ocasião, 1.000 professores, funcionários, alunos e amigos formaram um rosário vivo em torno do campus. Depois de rezar juntos o Terço, os alunos colocaram centenas de medalhas milagrosas abençoadas em buracos pré-perfurados nas calçadas.

Depois, os buracos foram preenchidos com cimento e carimbados com símbolos para marcar o rosário gigante, que pode ser rezado caminhando.

Isso significa que quando os formandos subirem para a colação de grau perante a imagem de Nossa Senhora de Lourdes, estarão literalmente andando em solo sagrado. E também honrando sua fiel protetora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *